NOTA DE REPÚDIO À AÇÃO POLICIAL NA REGIÃO DA LUZ DE SÃO PAULO

POR UMA AÇÃO BASEADA NOS DIREITOS HUMANOS E NA JUSTIÇA SOCIAL

 

    Foi com muito estranhamento que assistimos a ação policial na região da Luz de São Paulo contra as pessoas que viviam naquele território. A suposta ação de combate ao tráfico produziu cenas dantescas, comparadas às ações higienistas de séculos passados, que não se sustentam do ponto de vista dos direitos humanos ou mesmo de práticas de cuidado às pessoas que consomem drogas.

    Mesmo considerando uma iniciativa para desmantelar ações de traficantes na região, não há qualquer tipo de evidência, em nenhum lugar do mundo, de que ações truculentas, sem uma articulação mínima de diversos setores tenham qualquer tipo de eficácia para lidar com o tráfico de drogas.

    Na verdade, o que fica evidente é uma ação que criminaliza a pobreza e pessoas em alta situação de vulnerabilidade, que necessitam mais de cuidado integrado do que de mais violência que já sofrem no seu dia a dia, em função de um modelo de sociedade excludente e que pune a pobreza e reforça a injustiça social.

Assinam a presente nota, as seguintes instituições:

  • Centro de Pesquisa, Intervenção e Avaliação em Álcool e Drogas (CREPEIA) - Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Núcleo de Psicologia Comunitária (NUCOM) – Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Grupo de Trabalho em Saúde Comunitária da Associação Nacional de Programas de Pós-Graduação em Psicologia (ANPEPP)

 

 

 

 
 

Temas e Cronograma:

  • Apresentação da proposta e confirmação das inscrições (4 horas) - 10/05/2017 - 14 às 18 horas;
  • Juventude e políticas públicas. Teorias e técnicas de intervenção com grupos de jovens (teórico vivencial 8 horas) - 13/05/17 - 08 às 12 horas e 13 às 17 horas;
  • Juventude e as especificidades da realidade urbana e rural: contribuições da psicologia comunitária (4 horas) - 17/05/17 - 14 às 18 horas;
  • Círculo de cultura, educação popular e juventude (teórico vivencial 8 horas) - 20/05/17 - 08 às 12 horas e 13 ás 17 horas;
  • Juventude, gênero e relações étnicos-racionais (4 horas) - 24/05/17 - 14 às 18 horas;
  • A escola como espaço de desenvolvimento dos potenciais dos jovens (4 horas) - 27/04/2017 - 08 às 12 horas;
  • Teorias e métodos de pesquisas com a juventude (4 horas) - 31/05/17 - 14 às 18 horas;
  • Construção de projetos pesquisa-intervenção (aula prática 6 horas) - 03/05/17 - 08 às 12 horas e 13 ás 15 horas
  • Resultados e discussões sobre projetos de intervenção (6 horas) - 10/06/17 - 08 às 12 horas e 13 às 15 horas.

 

Quantidade de vagas: 40

Inscrições: ENCERRADAS devido ao limite de vagas - Com confirmação presencial dia no encontro realizado dia 10.05.17 - Horário: 14h. 

O curso será realizado às quartas e sábados, nas datas e horários que costam a acima.

Local: Departamento de Psicologia – UFC, Benfica. Na sala de Estudos 

Curso Gratuito

Maiores informações: alexsandramss88@gmail.com e 85-33667729

 

 

 

 

I Seminário Implicações Psicossociais da Pobreza

 
No dia 15 de junho, ocorreu o I Seminário Implicações Psicossociais da Pobreza que ocorreu no Centro de Humanidade II, bloco da Psicologia da Universidade Federal do Ceará. O evento contou com a participação de estudantes de graduação e pós-graduação, professores, profissionais de diversas áreas e interessados no tema. Houve a mesa de abertura com a apresentação do tema e a sua relevância para a sociedade no geral e na conjuntura atual do país, além dos grupos de trabalho, onde os debates foram aprofundados em eixos temáticos e por fim o lançamento do livro "Implicações Psicossociais da Pobreza: diversidades e resistências", que já está a venda no site.
Pesquisa: Implicações Psicossociais da Pobreza (Humaitá)
 
    Nos dias 18 a 26 de novembro, foi realizada a coleta de dados da pesquisa sobre implicações psicossociais da pobreza na cidade de Humaitá/AM. Contamos com a parceria da Universidade Federal do Amazonas - UFAM  que disponibilizou um grupo de 30 participantes/pesquisadores que adentraram nas comunidades rurais locais. A parceria do NUCOM com a UFAM possibilitou o contato com a realidade de pobreza nessa região, ampliando a compreensão
sobre esse fenômeno psicossocial.
Pesquisa: Implicações Psicossociais da Pobreza (Cascavel)
    O NUCOM esteve presente nos dias 26 de setembro a 03 de outubro no município de Cascavel/PR para dar continuidade à coleta de dados da pesquisa sobre implicações psicossociais da pobreza, em parceria com a Universidade Paranaense - UNIPAR.O NUCOM teve o apoio de estudantes e profissionais da referida universidade, além de profissionais de políticas públicas locais para a realização do trabalho em distritos rurais. A experiência neste contexto social trouxe novas perspectivas para compreender as implicações da pobreza na vida dos moradores da região.
Pesquisa: Implicações Psicossociais da Pobreza

    Nos dias 27 a 30 de agosto, foi realizada a coleta de dados da pesquisa. A coleta contou com uma média de 20 participantes/pesquisadores que conviveram com o contexto rural das comunidades do Vale do Rio Canindé, no município de Pentecoste. Esse processo propiciou o contato com as demandas dos moradores, como também com a realidade de cada comunidade.

Folder do NUCOM

(clique na figura)